Nas construções, as instalações hidráulicas são muito importantes, pois podem ser grandes causadoras de problemas. Uma vez que a infiltração acontece nas paredes e tetos, a dor de cabeça começa, não é mesmo? 

Em virtude disso, as instalações hidráulicas devem ser pensadas já na concepção dos projetos arquitetônicos da edificação, pois assim as manutenções serão mais fáceis, evitando-se improvisos. 

É preciso considerar também a necessidade de um profissional qualificado para que o projeto e as instalações sejam executados de maneira eficiente, de acordo com os padrões da Associação Brasileira de Normas Técnicas, a ABNT

Nesse sentido, quando não há revisões profissionais, o risco da negligência na instalação de tubulações para o escoamento de esgoto e água pluvial é grande, e pode trazer inúmeros prejuízos. 

O que são instalações hidráulicas

Instalação hidráulica é definida como o  sistema de abastecimento de água de uma edificação e tem como objetivo a captação, transporte e armazenamento de efluentes

Fazem parte das instalações hidráulicas as caixas d’água, redes de distribuição de água fria e quente, coleta de esgoto sanitário e água pluviais, e combate a incêndio

Como funcionam 

As instalações são feitas para abastecer os pontos onde a água é utilizada, tais como vasos sanitários, chuveiros, pias, lavatórios, tanques, hidrantes, redes sprinklers, e outros. O conjunto de tubulações, dispositivos, equipamentos e reservatórios são os responsáveis por levar toda a água até os ambientes selecionados.

Arquitetura nas Instalações Hidráulicas

Para facilitar a manutenção, além da utilização de shafts para a passagem das tubulações, o arquiteto pode utilizar as instalações hidráulicas como elementos do projeto arquitetônico, onde a parte hidráulica continua cumprindo a função tradicional, porém a tubulação é deixada à mostra

Há casos onde essas instalações aparentes, que dão um ar industrial, são perfeitamente aplicáveis, pela funcionalidade e/ou pelo aspecto estético. 

Esse conceito ainda pode otimizar o tempo e o custo de obra, pois não será necessário esconder a tubulação em paredes, lajes ou forros e gessos. 

Engenharia e arquitetura trabalhando juntos para uma melhor solução em cada caso. 

Manutenção

A manutenção das instalações hidráulicas deve ser sempre observada. As tubulações sofrem desgastes químicos ao longo dos anos e deve-se verificar a necessidade de suas substituições. Em necessidade de troca, a tubulação aparente facilita esse processo. 

Conclusão 

A tubulação aparente é uma alternativa a ser considerada pela funcionalidade, economia e estética desejadas.

O projeto de uma edificação é responsabilidade do arquiteto. O engenheiro será responsável pelo projeto das instalações hidráulicas. Porém ambos, assim como os profissionais das demais especialidades, tais como estrutura, elétrica, ar condicionado, e outros, deverão sempre trabalhar em conjunto, para os melhores resultados no projeto, na construção e no respeito ao budget previsto para a obra. A contratação de bons profissionais das diversas áreas  é essencial para que qualquer tipo de problema seja evitado.

Quer saber mais sobre a importância do arquiteto nas construções? Acesse o nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *