Quais são os principais pontos de atenção quando o assunto é o projeto arquitetônico de salas de cinema? Sendo a empresa que já projetou centenas de salas de cinema para a gigante do entretenimento Cinemark, nós, da FMC Arquitetura, podemos dizer que o ponto central é o foco na experiência do cliente. Se uma sala de cinema não oferecer ao usuário uma experiência confortável e, acima de tudo, memorável, as chances de ela não atrair o público necessário para que ela se sustente financeiramente são enormes.

Como são feitos os projetos de salas de cinema para a Cinemark?

No contexto de salas de cinema, não existem dimensões padronizadas. Existem algumas diretrizes a serem seguidas devido às especificidades de cada projeto, boas práticas e normas técnicas definidas para esse tipo de empreendimento. Por questões de viabilidade financeira, respeitamos dimensões mínimas para as salas de cinema da Cinemark. Salas muito pequenas não justificam o investimento em equipamentos. Existem padrões mais específicos que variam com o tipo de auditório, público esperado e objetivo. As Salas Express, modelo mais econômico, têm um limite máximo de largura. As Salas com Telas XD têm uma largura mínima de tela, para permitir uma experiência mais intensa ao cliente. O grande diferencial dos projetos mais atuais é a garantia da adoção das exigências da Norma de Acessibilidade (ABNT NBR 9050/04), que abordam desde o atendimento ao cliente na bilheteria e projetos sanitários, até o posicionamento das poltronas reservadas dentro das salas. Nesse contexto, as normas brasileiras são mais exigentes que as normas americanas, usadas na maioria dos projetos internacionais. O tempo para o desenvolvimento de um projeto é muito relativo e pode variar conforme sua complexidade. Os projetos normalmente começam com um Estudo Preliminar, utilizado para verificar viabilidade e também para negociação junto a locadores. A função da FMC, nesses casos, é apresentar plantas e cortes iniciais sugeridos. Esse é, inclusive, um dos pontos destacados por Elaine Pecora, coordenadora de projetos da Cinemark Brasil. A parceria e confiança no trabalho da FMC é materializada nos estudos realizados. A arquiteta afirma que “além do bom relacionamento, eles (a FMC) possuem muito do know-how necessário para o desenvolvimento dos nossos estudos e nossos projetos”. Se o estudo for identificado como viável e se transformar em projeto executivo, são necessários cerca de três meses para sua conclusão. Nesta fase, além de trocarmos informações com o grupo de arquitetura da Cinemark, também compatibilizamos nossos projetos com projetos complementares (hidráulica, elétrica, ar condicionado, estrutura, etc) e com informações de tecnologia. Alguns, entre as centenas de projetos de cinema que realizamos para a Cinemark em todo o Brasil, são os dos complexos West plaza e Villa Lobos, localizados na cidade de São Paulo.

Quais são os diferenciais dos projetos feitos para a Cinemark?

Existe, na Cinemark, um Comitê de Tecnologia que, além de analisar e aprovar os projetos, também procura por tecnologias e tendências de novas experiências para o cliente. Este Comitê é formado, em sua maioria, por funcionários que trabalham na matriz, nos Estados Unidos. Para todos os projetos da Cinemark a equipe envolvida deve levar em consideração normas e recomendações internacionais para salas de cinema. Por isso, lidar com normativas e orientações internacionais faz parte do dia a dia da FMC Arquitetura. De acordo com Elaine Pecora, da Cinemark Brasil, a FMC Arquitetura consegue suprir duas especificidades importantes dos projetos da Cinemark: as regras e recomendações vindas da matriz, em Dallas – EUA, com a criatividade e inovação demandada pelo público atual, composto majoritariamente por jovens. A mesma equipe da FMC faz os projetos da Cinemark desde que companhia chegou ao Brasil, em 1996. Esse é, para nós, o maior símbolo de uma parceria sólida, baseada em confiança e qualidade nos serviços prestados! Elaine também afirma que “desde o primeiro contato até os dias atuais, a palavra que, para nós aqui da arquitetura (da Cinemark) resume tudo isso, é parceria. É um diferencial muito grande em relação a outros fornecedores. A parceria, o dia a dia, o entendimento (…) a comunicação entre as empresas é bem fluida e objetiva”.

As transformações das salas de cinema no Brasil

Além das adaptações exigidas por lei para as salas de cinema, que dizem respeito à segurança e acessibilidade, levadas a sério pela FMC Arquitetura, as mudanças tecnológicas no entretenimento audiovisual e no perfil dos consumidores influenciam muito a forma como os projetos arquitetônicos de sala de cinema são desenvolvidos. Elaine afirma que, atualmente, os projetos arquitetônicos influenciam fortemente na percepção de conforto do usuário com o ambiente dos cinemas. Reitera também que essa influência é tal que o cliente precisa sentir que, naquele momento, ele não irá apenas sentar-se em uma poltrona para assistir a um filme, mas terá, de fato, uma experiência marcante, em um ambiente aconchegante e confortável, do atendimento nas bilheterias até a exibição do filme propriamente dito. Fazer o projeto arquitetônico de um complexo de cinemas é uma grande responsabilidade e revela grande parte do perfil de atuação da FMC: atendimento aos requisitos técnicos e legais, foco na experiência do cliente, criatividade, inovação e comunicação focada em resultados. Quer saber como a FMC pode auxiliar com projetos arquitetônicos comerciais? Fale com um de nossos consultores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *